Procurar:

Sobre a alegoria da caverna aplicada ao desenvolvimento humano e economia

Share it Please
É muito difícil conceber um sistema puramente de esquerda, em que reine a igualdade, sem que os cidadãos caiam numa mediocridade resultante de não sentirem necessidade superar os seus próprios limites. Sociedades de esquerda caminham ao passo dos mais fracos, prejudicando os que andam mais depressa e arriscando, como tal a não cumprir o seu potencial.

Por outro lado, a sociedade actual assenta que nem uma luva no modelo de direita, num sistema controlado pelo  ritmo dos mais fortes, e que deixa, obviamente, os mais fracos invariavelmente para trás, mas que estica a corda da criação de riqueza.

No meu entender, a direita é importante para que o homem crie riqueza à sua volta e parasite a civilização a que pertence. No dia em que a riqueza à sua volta superar aquela necessária para que viva os seus dias até ao fim, deve o homem adquirir uma mentalidade mais à esquerda, que vise ajudar os que ficaram para trás, para que lhes dê condições para que também eles possam convergir para padrões de vida melhorados. Este retrato que proponho é nada mais nada menos do que uma adaptação da alegoria da caverna, de Platão, aplicada à economia e ao desenvolvimento humano.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...