Procurar:

Sobre o jogo das cartas e a concepção da vida em sociedade

Share it Please




Em língua portuguesa, diversas são as expressões que estabelecem referências às regras e composição do jogo das cartas, de que são exemplo "dar cartas", "ter um trunfo na manga", "não jogar com o baralho todo", "ser um ás em...".

Não é, por este motivo, excessivamente forçoso conceber a vida e a sua envolvente social como um grande desafio de cartas, em que cada pessoa, pela sua personalidade ou caráter representa uma dada carta, de um dado naipe, num determinada contexto. Daqui decorrem os muitos Reis, Damas, Valetes, Jokers e Ases que conhecemos, mas também os duques, ternos, quadras, quinas, etc que completam o baralho dos círculos a que pertencemos.

Todos reconhecemos prontamente o valor das cartas mais nobres de um baralho, no entanto, para se jogar com o baralho todos igualmente sabemos ser necessário contemplar por igual aquelas cartas que tipicamente não conferem grande ou qualquer regalia na totalização dos pontos (depende também das regras do jogo). Do mesmo modo, para se ser um ás em alguma coisa é preciso que as demais peças (os não ases) estejam presentes, porque o seu valor relativo é perdido quando se quebra a complementaridade do grupo.

Neste sentido, ter um trunfo na manga não é mais do que reconhecer que se tem uma vantagem perante quem não a tenha, e que essa vantagem se alicerça na existência de um grupo desigual. Sem esta condição o conceito de trunfo torna-se obsoleto.

Serve tudo isto para frisar que precisamos sempre de todas as pessoas (de todas as cartas) para que a dinâmica do coletivo seja preservada. É no contexto do colectivo que podemos ambicionar a ases, reis ou damas - aí mora o ideal da realização pessoal - mas em momento algum devemos achar que aqueles que ocupam em posições mais atrasadas desta cadeia são dispensáveis ou não fazem parte do jogo da Vida quando esta dá cartas. Estaremos enganados quanto a isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...