Procurar:

Sobre a relatividade dos prémios

Share it Please
A premiação anual levada a cabo por várias entidades, desde a academia Nobel, passando pelos prémios literários como o Pullitzer, se não estou em erro, e ainda os de cariz empresarial e de investigação, todos procuram atribuir um galardão ao que de melhor se fez em dada área de intervenção ou actuação.
Chamaria a atenção para o facto de que facilmente somos levados a igualar em nível de qualidade aqueles de merecedores foram de um galardão desta natureza.
E fazemo-lo, talvez, porque nos habituamos a estas premiações, de tal forma que nutrimos por elas afeições e respeito fixos de acordo com a notoriedade que reconhecemos à entidade atribuidora.
O valor e a qualidade de dois vencedores de um prémio deste género não podem nem devem ser admitidos iguais, com base na constância da entidade que os atribui. Assim, um Nobel da paz como Madre Teresa de Calcutá não pode nem deve ser tido como igual a alguém que recebeu o mesmo galardão por apadrinhar o microcrédito aos pobres ou ainda a alguém que pregue as boas práticas ambientais. O galardão é o mesmo, desfasado de anos apenas, mas a pessoa e o que fez para merecer tal premiação não são as mesmas. Num ano excepcionalmente rico em boas acções no âmbito do conceito de paz, talvez o segundo classificado que nada recebeu tenha mais valor do que o primeiro classificado. e como tal vencedor de Nobel, do ano seguinte.
É esta relatividade que julgo ser importante chamar a atenção, na medida em que é a consequência da obrigatoriedade de atribuir um qualquer prémio todos os anos, tendo como consequência a premiação com base num ano de actividade. O prémio a atribuir é função da qualidade do que se conseguir alcançar no ano a que diz respeito e como tal vive refém da oscilação criativa ou mediática do período a que se sujeita.
Se se criassem prémios a atribuir aos que já os receberam, talvez se entendesse, por fim, que dois galardões iguais, em anos diferentes, não premeiam algo de igual valor.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...