Procurar:

Sobre as relações, a gestão tempo e a tecnologia

Share it Please
941105_3973_625x1000
                  
As relações de hoje constroem-se em cima de recursos tecnológicos outrora impensáveis. Hoje a tendência é não aguardar pelas pessoas, antes contactá-las no instante imediatamente seguinte ao termos sentido vontade de lhes falar.
Talvez porque vamos desenvolvendo progressivamente esta tendência de usar a tecnologia para tornar imediatas todas e quaisquer distâncias ou distancionamentos que possam afigurar-se obstáculos às relações, estamos a perder paciência e também tolerância para com as ausências ou distâncias.
Se outrora as viagens e o tempo dispendido com elas eram entraves que levavam a que se demorasse imenso tempo em percursos, a ponto das pessoas poderem desesperar devido a tudo o que lhes ocorria pensar enquanto resignadamente aguardavam, a verdade é que o mundo já não é esse. Na era em que vivemos, as entraves não estão tanto nas distâncias absolutas, que parecem cada vez mais encurtar, mas na quantidade de (pequenas) distâncias que somamos, situação que pode conduzir a um homólogo período de espera, difícil de ultrapassar.
Há sempre tanto para fazer, devido ao pressionante aproveitamento temporal que ousamos dar às nossas agendas e rotinas, que se acaba por sofrer do mesmo mal de outros tempos. As pessoas têm relações pessoais e são vítimas da escassez de tempo, ficam presas a compromissos paralelos ao das relações, sejam eles de que cariz forem, e não há tecnologia que acuda para resolver esse problema, a tecnologia quando muito minimiza o estrago.
Acontece também que nem sempre ter a facilidade de contactar é uma vantagem, pois de que vale um telefone se não se sabe o que dizer, de que vale um teclado se não se sabe o que escrever. 
Iria inclusive mais longe, a ponto de dizer que em momentos críticos como são os da ansiedade de ter de esperar ou de se saber esperado, a facilidade do contacto pode prejudicar, recordando que o que é demais é exagero, e os descontrolos emocionais são muito dados a isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...