Procurar:

Sobre o livro 'The Beautiful and Damned' (F. Scott Fitzgerald) e o drama pessoal e social de se adiar/sacrificar o presente

Share it Please

Black Tie - Giancarlo Impiglia (1983)

* * *

'The Beautiful and Damned' (F. Scott Fitzgerald) é um livro perturbador, na exata medida em que a enorme tensão gerada por uma má gestão de expectativas por parte do casal (de personagens) Anthony Patch e Gloria Gilbert nos primeiros anos do seu casamento, é passada para o leitor por efeito de contágio psicológico. Gestão de expectativas face à vida é, de resto, o grande tema deste livro, merecendo portanto destaque a nível de análise do valor acrescentado desta obra.

Anthony Patch começa a história como uma espécie de pré-vencedor na vida pelo simples facto de ser neto de um prestigiado senhor, estabelecendo-se na cidade de Nova Iorque no seu período pós-universitário, com vista a estabelecer-se profissionalmente. Acontece que esta afirmação  profissional nunca acontece, e a generosa mesada que o avô lhe concede lança Anthony na confortável conquista e casamento com Gloria, e numa vida de casado exclusivamente assente no ócio.

Uma moral possível desta história entronca no facto de que pode não compensar viver na expectativa de uma herança, e achar que por se ser herdeiro do prestígio e dinheiro de um antepassado ou familiar, cada pessoa não precisa de se afirmar na vida. De nada vale cultivar grande intelecto e formação, se esta não se coloca ao serviço da comunidade, na forma de uma atividade útil. Tal missão nada deve ter que ver com dinheiro, mas a expectativa de dinheiro fácil é nesta história o grande inimigo de Anthony e Gloria, ameaçando-os vertiginosamente de um colapso pessoal e social. De modo mais geral, a grande questão que este livro deixa no ar é a seguinte: será que compensa adiar/sacrificar o presente até à chegada de uma grande benesse, como uma herança familiar? 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...