Procurar:

Sobre 'Tender is the night' (F.S. Fitzgerald), e a conjugalidade em contexto de riqueza, misericórdia e apoio psiquiátrico

Share it Please
Cannes, France - Elliott Erwitt (1975)

* * *

Tender is the night conta a história de Dick Diver e Nicole Diver, um casal que se uniu porque juntou o útil ao agradável. A história passa-se nos idos de 1920, e tem como palco a Riviera Francesa, bem como passagens pela Suíça, Paris e outros locais europeus. Nicole é filha de um magnata americano, e padece de esquizofrenia. Dick é um humilde mas promissor psiquiatra.

Nicole melhora das suas crises ao apaixonar-se por Dick, e Dick, enfatuado e fascinado pela posição social de Nicole, aceita casar com ela e tornar-se simultaneamente marido e médico pessoal. A fortuna de Nicole abre caminho a uma vida desafogada e altamente ociosa, que leva Nick a retardar a materialização dos seus planos académicos e clínicos, nomeadamente publicar livros de especialidade. Algures no percurso do casal surge Rosemary, uma emergente atriz americana, imberbe, bela, que acaba por se apaixonar por Dick ao mesmo tempo que se fascina com Nicole. O desgaste da relação cura Nicole e contamina psicologicamente Dick, até que a separação de ambos seja a decisão sensata a tomar.

Uma história forte, que caricatura a vida da elite no continente europeu à época em pano de fundo, enquanto sublinha que misericórdia e amor são propostas diferentes, e que o dinheiro não é tido nem achado para que ambas existam por si só ou se equilibrem conjugalmente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...